Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Podenga Portuguesa

Mulher dramática, pensativa, inquieta, feliz e infeliz. Que carrega o peso do mundo nas costas. Que é filha da mãe natureza. Acredita no amor, na empatia, na verdade, na hipótese.

A Podenga Portuguesa

14
Dez17

Amor arrogante intelectual

Podenga
   Em cima do teu ego disfarçadoDe eremita excomungadoSalta uma arrogância que doíNão mata, mas moíA quem tenta desbravar caminho. Em cima desse teu olhar sem fundoQual cão vagabundoN (...)
19
Abr17

Amor Crioulo

Podenga
E aí vem o cheiro a terra molhadaVem a chuvaQue não molha nem faz nadaE euDeixo-me cair nos teus braçosSão escassosOs momentos que temos só nós Tocamo-nos ambos a tremerNum misto de frio (...)
29
Mar17

Ego coleccionador

Podenga
Tenho um ego que coleccionaCorações famintos de atençãoNa esperança de preencher um vazioQue vejo de fio a pavioAo percorrer a ilusãoDe que se continuar a fazê-loNão tenha de (...)
24
Mar17

Caçada de mestre

Podenga
Não me venhas com essa fala mansaDe quem encena a dançaDo acasalamentoEu tentoFingir que não perceboMas sei que a tua intenção é essaQue rica peçaMe saíste!Tu que parecias TristeOu que bem
22
Mar17

Vicio de ti

Podenga
Este vicio de tiQue mói mas não mataQue quer fazer mas não passaÀ acçãoPor saber que não podePerder o orgulho feridoDe quem foi ignorado e banidoDa vida de alguém que amou. Este vicio (...)
08
Mar17

"Não te apaixones"

Podenga
"Não te apaixones"Diz eleEnquanto me coloca a mão dentro da camisaQue teste é este que desconheço?Saberá de que loucura padeço?Não me importaNão quero saberNão me destabiliza "Não te (...)