Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Podenga Portuguesa

Mulher dramática, pensativa, inquieta, feliz e infeliz. Que carrega o peso do mundo nas costas. Que é filha da mãe natureza. Acredita no amor, na empatia, na verdade, na hipótese.

A Podenga Portuguesa

05
Mar18

Quando te vi

Quando te vi 

pensei para mim 

que eras gay de certeza

mas assim que sentámos hesitei

com a forma que me olhaste tirei

a ideia da cabeça.

 

Quando te vi

corri para não te fazer esperar

e tu ficaste de longe espantado

disseste que não conseguias entender

a razão que me levava a correr

de encontro a um desconhecido.

 

Quando te vi

julguei-te santo

contaste-me no entanto

que tinhas estado na prisão

fiquei confusa com a diferença

mas adorei a inocência

com que fizeste a confissão.

 

Quando te vi

não te dei muita importância

a tua altura e pouca elegância

não me costumavam atrair

o que eu não sabia era 

que a minha maior asneira

seria subestimar a maneira

como me fazias sorrir.