Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Podenga Portuguesa

Mulher dramática, pensativa, inquieta, feliz e infeliz. Que carrega o peso do mundo nas costas. Que é filha da mãe natureza. Acredita no amor, na empatia, na verdade, na hipótese.

A Podenga Portuguesa

Mulher dramática, pensativa, inquieta, feliz e infeliz. Que carrega o peso do mundo nas costas. Que é filha da mãe natureza. Acredita no amor, na empatia, na verdade, na hipótese.

Namorar com um preto (que não mulato de olhos verdes) parece crime

Há relacionamentos que acho que só funcionam longe do meu quotidiano, sem necessidade de aprovação e aceitação por parte dos meus amigos e familiares.

 

Reencontrei uma paixão de faculdade com quem nunca consegui assumir nada por uma razão: não sei lidar com o preconceito!

 

Além da pessoa em questão ser de pele muito escura, não é bonito. Não pelo menos na proporção que eu sou bonita (isto é ridiculo eu sei).

O problema é que eu não vejo essa "feieza" ou pelo menos nunca foi relevante para mim.

Alias, acho que nunca senti tanta atracção por um homem...

A nossa tensão sexual sente-se a milhas.

 

No entanto, sempre que vamos a algum espaço publico toda a gente pára para olhar para nós.

Pretos, brancos, qualquer tonalidade e raça...

Olham a um nível que me sinto mesmo incomodada.

Ele nunca comentou nada disso comigo, nem sei se tem a mesma percepção.

 

Pior é que eu não me sinto à vontade para fazer coisas com ele (em Portugal) porque sinto sempre que toda a gente vai estar a julgar.

Uma vez estávamos a passear num shopping os dois de mão dada.

Um senhor parou chocado a olhar e disse "que pouca vergonha".

Parecia um episódio do "E se fosse consigo?".

 

Há alturas em que eu própria o coloco à parte tentando-o esconder dos olhares alheios e ele sente isso.

Por isso ele se afastou de mim todos estes anos, e por isso eu acho que nunca lhe propus tentarmos.

 

Não consigo viver com comentários como:

"conseguias melhor"

"tu és tão linda" 

"como é que consegues?"

"o que vês nele?"

"só gostas de pretos"

"ele não tem nada a ver contigo"

"ainda que fosse clarinho" (esta então mata-me)

 

Pior é que sempre que alguém me diz isto na cara gera discussão pois não suporto este tipo de observações como se ele não tivesse ao meu nível porque não é bonito, ou porque é preto, quando temos tanta coisa em comum, quando nos entendemos tão bem e temos uma cumplicidade brutal.

 

A semana passada ele passou uma noite na minha casa.

Era dia de semana então iríamos sair à mesma hora de casa, eu para o meu carro e ele para o dele.

Só de pensar que iria descer para a rua com ele havendo a hipótese de me encontrar com algum vizinho, despedir-me dele com um beijo e toda a gente comentar inventei uma desculpa para ele ir sem mim.

 

Senti-me pessimamente quando ele foi embora sozinho. Senti que o estava a trair.

 

Não posso continuar a fazer-lhe isto porque eu própria estou a a julgá-lo.

Não sei como lidar com esta pressão social que me faz crer que estou a cometer um crime.

Como se o amor tivesse de fazer algum sentido...

4 comentários

  • Imagem de perfil

    Podenga 05.06.2018

    Acima de tudo é injusto teres de escolher entre pessoas que amas.
    Um amor que não deve nem pode ser comparado. Não questionando o amor de um pai por um filho, mas faz-me confusão, não só na interracialidade, como é que um pai coloca um filho nesta agonia de ter de escolher entre o namorado e a familia, de fazê-lo sentir-se mal por amar, vergonha, repudio...
    Se tu sabes que o que queres é isso, então vai e sê feliz, quem quiser aceitar aceita.
    Os teus pais fizeram o caminho deles, agora é a tua vês :)
    Boa sorte e tudo de bom!

    Bjinho
  • Perfil Facebook

    Jorge Militão 01.08.2018

    Ó Podenga, responde-me uma coisa sff. Diz-me a diferença entre estas duas situações:
    1° - "não ficaria contente se a minha filha andasse com um preto" (característica física).
    2° - "nunca na vida andaria com um homem mais baixo que eu" (característica física).
    São as duas um terrível preconceito, ou só a primeira é que é? Porquê?
    Obrigado.
  • Sem imagem de perfil

    Bea 11.02.2019

    Então, eu estou a passar tipo por isso pelo lado da minha mãe, e praticamente a minha mãe que defendia muito os negros há porque negros isto negros aquilo, agora? Mal pode ver um há frente, eu assim que disse há minha mãe que namorava com um negro ela disse logo para mostrar uma foto e ai mostrei uma foto, (o que fui fazer) ela julgou muito disse pelo menos que ele curta se as rastas e que parecia um gatono do bairro da Jamaica vocês não têm noção do quanto ela falou mal , começou a dizer "há Bea uma miúda como tu com um preto destes pelo menos que ele fosse um mulato eu quero é que acabes com essa m*****" mas vocês acham que vou acabar? Lógico que não eu tenho uma ligação enorme com a minha mãe desde da separação com o meu pai eu amo ela amo mesmo de verdade mas ela tbm tem de aceitar o que me faz feliz,sim custa me muito estar a magoar mas é a lei da vida vocês nunca desistam do que vos faz feliz dependendo de tudo mesmo que sejam julgados criticados independente de tudo mesmo que a família não aceite,só tenham atenção no que vos faz feliz porque às vezes nem tudo é um mar de rosas, a cor infelizmente,a aparência,as vezes conta muito para muitas pessoas mas o que conta é a maturidade que se tem e o que somos por dentro não liguem a meras palavras só arrisquem 😋
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.