Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Podenga Portuguesa

Mulher dramática, pensativa, inquieta, feliz e infeliz. Que carrega o peso do mundo nas costas. Que é filha da mãe natureza. Acredita no amor, na empatia, na verdade, na hipótese.

A Podenga Portuguesa

03
Ago17

Mentalidades (poema)

Suspiro, inspiro, expiro

O tempo passa

E a desgraça ameaça

Chegar para ficar

 

Há tempos em que não tenho discernimento

Nem para combater a minha consciência

Que se instala e me atormenta

Pedindo-me para actuar

 

Que conflitos posso eu vencer

Se apenas de mim posso depender

E de mais ninguém?

Como posso eu mudar mentalidades

Se têm o espírito fechado às chaves

E não o querem libertar?

 

Mas e o que me garante a mim

Que a consciência alheia esteja activa

Ou até que seja compatível com a minha?

Poderei eu confiar

Ou terei de continuar

A falar, a pregar

Para que nos encontremos a meio?

 

By: Podenga