Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Podenga Portuguesa

Mulher dramática, pensativa, inquieta, feliz e infeliz. Que carrega o peso do mundo nas costas. Que é filha da mãe natureza. Acredita no amor, na empatia, na verdade, na hipótese.

A Podenga Portuguesa

18
Jun18

Indemnização da Carris???? Alguém?

Estes últimos dois meses tive tanta chatice com o carro que começo a achar que está sob efeito de alguma makumba.

 

Se calhar é Nossa Senhora de Fátima que não achou piada nenhuma ao post https://podengaportuguesa.blogs.sapo.pt/coisas-de-fe-que-deus-me-perdoe-mas-nao-27538

que escrevi sobre a benção de carros e agora está a castigar-me.

 

#Brincamais

#Deusomnipresente

 

Adiante.

 

Como se ter batido com o carro não bastasse, no passado mês de Abril decidi ir passear a Lisboa e levar o carro.

Coisa rara que normalmente não faço, mas quando as coisas têm de ser têm muita força já diz a minha avó e ela lá saberá melhor que eu, então lá fui eu com o boguinhas fora.

 

Cheguei à Rua de São Paulo, local onde pretendia arranjar lugar e qual não é o meu espanto que está mesmo um lugar vazio lindo e perfeito à minha espera.

 

#maçãenvenenada

 

Tão ingénua....

E qual era o lugar perguntam vocês?

Em frente ao numero 182.

 

Se colocarem no google Rua de São Paulo 182 podem verificar que também como eu, mais um individuo teve sorte em encontrar esse lugar.

Ora vejam:

 

sao paulo.jpg

O mesmo local, outra vitima.

 

Este lugar não estava vazio por acaso, está vazio porque já deve ter fama pelas ruas da capital.

E se não me engano, posso afirmar que este senhor teve menos sorte que eu porque chamaram a GNR e não a EMEL.

 

Adiante que não percebo nada disto.

 

Depois de telefonemas para aqui e para ali para tentar entender onde estava o meu carro, lá fui eu buscar a viatura ao parque da EMEL em Entrecampos.

 

O senhor explica-me que foram chamados pela Carris porque o carro estava a impedir a passagem do eléctrico.

Mostrou-me no seu computador uma fotografia muito similar à que vos mostro do Google Maps, que eu pedi logo se me podia enviar ao que me respondeu que não o poderia fazer.

 

Paguei, calei e levei o carro.

 

A semana passada chega-me uma carta da Carris a pedir 700€ de indemnização porque o eléctrico ficou parado 35 minutos alegando indemnizações aos passageiros, mancha do bom nome da Carris bla bla bla.

 

Dizem também que se em 30 dias não efetuar o pagamento que vão para tribunal.

 

700 euros????

É certo que o meu carro não deixava passar o pedal do eléctrico, mas não estava num lugar inválido nem em cima do carris.

É certo também que se é pratica comum isto acontecer naquele local, seria de bom tom a câmara de Lisboa ou sei lá quem colocar algum aviso ou até mesmo impedir estacionamento neste local.

 

A verdade é que contas feitas se calhar mais valia que o eléctrico me tivesse riscado a porta com o pedal.

Pior, quer dizer, se a EMEL tivesse demorado mais de 3horas então tinha de pagar quanto??

 

No entanto, não quero pagar nada sem antes entender se me posso defender porque na realidade não é que tenha deixado o carro no meio da estrada...

Estava tal e qual o da fotografia.

 

Será que aquele degrau delimita o final do estacionamento e por isso "legalmente" eu já estaria no meio da estrada ou basta impedir a passagem do eléctrico para estar já a cometer infracção?

 

É isso que não é claro para mim.

 

Alguém que já teve o mesmo problema?

Advogados, que fariam?

 

Entretanto a EMEL não me envia a fotografia que vi naquele dia, não sei se deva pedi-la à Carris...

 

É triste.

7 comentários

Comentar post