Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Podenga Portuguesa

Mulher dramática, pensativa, inquieta, feliz e infeliz. Que carrega o peso do mundo nas costas. Que é filha da mãe natureza. Acredita no amor, na empatia, na verdade, na hipótese.

A Podenga Portuguesa

Mulher dramática, pensativa, inquieta, feliz e infeliz. Que carrega o peso do mundo nas costas. Que é filha da mãe natureza. Acredita no amor, na empatia, na verdade, na hipótese.

Dinheiro (poema)

Por dinheiro vencemos

Por dinheiro cedemos

Contra pompa e circunstancia

Ridicularizamos

Quem for preciso.

 

Com dinheiro somos

Com dinheiro compramos

Qualquer ética e moral

O amor passa a ser carnal

E sujeito a imposto.

 

Sem dinheiro sonhamos

Sem dinheiro choramos

Desejando melhores dias

Que nos traga regalias

Pelas quais lutamos dias e dias...

 

Para o dinheiro vivemos

Sem o dinheiro morremos

E nunca aprendemos

A ser sem ele

Termos aquilo que de mais puro podemos ter

Sem nunca ter de pagar.

 

Podenga

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.