Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Podenga Portuguesa

Mulher dramática, pensativa, inquieta, feliz e infeliz. Que carrega o peso do mundo nas costas. Que é filha da mãe natureza. Acredita no amor, na empatia, na verdade, na hipótese.

A Podenga Portuguesa

Mulher dramática, pensativa, inquieta, feliz e infeliz. Que carrega o peso do mundo nas costas. Que é filha da mãe natureza. Acredita no amor, na empatia, na verdade, na hipótese.

Como Sobreviver ao Sexo Sem Compromisso

Design sem nome.png

Estar com alguém fisicamente sem existir envolvimento emocional à primeira vista pode parecer um belo plano de suicídio.

 

No entanto também toda a gente sabe o quão difícil é encontrar alguém que seja tudo aquilo que precisamos e tenha o adicional de nos querer de volta.

 

Então, para se sobreviver a uma relação de bom sexo sem compromisso e na minha e só minha opinião é necessário garantir algumas condições.

 

Mais uma vez, o texto vai ser mais direccionado a mulheres porque falo daquilo que é a minha experiência, mas, não é impeditivo de ser lido pelo sexo oposto 

 

ORA AQUI VAMOS NÓS:

 

ALERTA 1: Se te apetece mais falar com ele do que fazer sexo - Não quer dizer que não possam existir interesses em comum, mas não vamos esquecer que esta relação é mais técnica que funcional. É como ter um psicólogo amigo. Ou é bom amigo ou bom psicólogo. Se existe outra razão para te deitares na cama daquela pessoa além de dar e receber prazer, se calhar é melhor avaliar se estás preparada para uma relação assim.

 

ALERTA 2: Se ficas com saudades quando não o vês - Saudades é um mau indicador no que toca a sexo sem compromisso. Porque sem compromisso significa precisamente sem hora e dia, sem certeza, sem vinculo. E tudo o que não é vinculado, é livre de poder, ou não, voltar.

Então, atenção às saudades porque o próximo passo normalmente é querer exclusividade e isso não é sexo sem compromisso, é namoro.

 

ALERTA 3: Se queres que ele durma contigo - Sexo é rápido dormir é continuo.

Dormir cria raízes, cria hábitos, junta rotinas e não é isso que se quer quando se pretende manter uma relação de prazer ocasional.

Aqui, nada é para criar, já está tudo criado.

É como na alimentação: fazemos compras para o mês, mas depois alguns dias pedimos comida ao domicilio.

Ninguém manda vir uma pizza para depois guardar. 

 

ALERTA 4: Se tens medo da rejeição - Se existe medo de ser rejeitado é porque existe um desejo de agradar e se existe um desejo de agradar é porque existe uma necessidade de atenção.

Carência e sexo não ligam bem.

Aliás é das combinações mais perigosas que existe.

Se achas que te vais deitar na cama com aquela pessoa para preencher ou validar algo em ti que tu própria não acreditas....DONT DO IT!

Vais provavelmente sentir-te usada e pior, muitas vezes com a rejeição vem a confusão da paixão somente porque "Why don't you love me?".

 

Então se estas situações estão controladas e consegues distanciar bem a pessoa do que ela faz contigo, não digo ver a pessoa como um objecto, mas limitar a vossa interação aquele espaço de tempo em que estão juntos, as coisas vão conseguir dar-se bem sem ninguém se machucar.

 

 

E é isso.

Bom sexo e boa sorte!

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.