Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Podenga Portuguesa

Mulher dramática, pensativa, inquieta, feliz e infeliz. Que carrega o peso do mundo nas costas. Que é filha da mãe natureza. Acredita no amor, na empatia, na verdade, na hipótese.

A Podenga Portuguesa

Mulher dramática, pensativa, inquieta, feliz e infeliz. Que carrega o peso do mundo nas costas. Que é filha da mãe natureza. Acredita no amor, na empatia, na verdade, na hipótese.

Afinal havia OUTRA (Só sirvo para os dias de semana - parte II)

 

É incrivel como as mulheres parece que os homens ainda não fizeram nada já elas deram conta....

 

Eu sabia que havia mulher metida ao barulho!

Qual adaptação qual não estar preparado....

Que odio!

 

/ESTE É DOS POSTS MAIS COMPRIDOS QUE JÁ ESCREVI\

 

É uma situação na qual eu nunca me vi.

Pelo menos não que soubesse...

Depois de 4 meses de amor não correspondido (da minha parte), de toda a gente me culpar por estar a brincar com o menino do coração de ouro e de facto de saber bem como nunca ser amada, deixei-me ir...

 

Descarreguei a Podenga amorosa que tinha contida desde 2014 e pensei....porque não?

Comecei a querer ficar mais em casa, comecei a ser mais carinhosa, a ligar mais, a cuidar mais....

Houve um afastamento. Nítido. "Ok....ele não estava de facto à espera que eu pudesse passar para o nível seguinte".

 

Começou a dar-me para trás e eu a ficar louca.

A procurar aprovação, a fazer as coisas do costume.

Provocar encontros, fazer ciumes...o normal.

Ate que um dia. Que belo dia. Ficamos o dia todos juntos. Eu e os amigos dele.

 

O discurso dele parecia melhor. Até me lembro de dizer "ai ai vou-me apaixonar de novo e tu vais cagar para mim".

Porque de facto a nossa relação é de toca e foge. Ou pensava eu...

Fomos para minha casa e ele naquele dia referia muitas vezes a ex-namorada.

 

Nunca foi uma coisa que me incomodasse, toda a gente sabia que a historia da vida dele rodava a volta da namorada que teve 8 anos e que em 2014 por ter ciumes dele foi para a cama com o melhor amigo.

O que eu nunca entendi foi porque raio ele sempre falava dela como a vitima...

Nem porque raio essa história com 4 anos ainda era tão presente.

 

Naquele dia foi diferente.

 

Ele enganou-se no tempo verbal.

 

Isso mesmo.

 

A frase foi:

 

"Ela excita-me muito"

 

(que facada escrever isto)

 

E eu perguntei "Excita-te ou excitava-te?"

E ele responde "Meu deus, enganei-me no tempo verbal relaxa".

 

Eu relaxei e ele foi tomar banho.

Esqueceu-se foi que eu sabia o código de desbloqueio do telemóvel e que esse objecto estava à minha frente.

Não consegui não fazer.

E Bingo.

 

Sem espinhas, sem preparação, sem razão ali estava a conversa que eu (sem saber mais temia).

Li as ultimas mensagens e as 2 ultimas mensagens tinha sido enviado por ele naquele dia a dizer:

 

"Gosto de falar contigo e tu não me respondes".

 

A mensagem anterior dela tinha sido "Acho que devemos parar de falar já estamos a confundir as coisas".

Mas a que mais mexeu comigo foi a que ele diz:

 

 

"Quero ver-te, tenho saudades tuas, diz-me algo quando saíres do trabalho".

 

 

Quando nessa mesma semana ele tinha desmarcado comigo.

 

Doeu.

Doeu não como doí por amor...

Doeu em jeito de ódio como quem pisa o Ego. 

 

Não vou mentir...já tive destas por amor e a sensação é diferente.

Expulsei-o de minha casa em jeito escorraçar e chorei.

Há umas semanas ele voltou a falar comigo.

Muito querido e meiguinho e eu deixei-me ir...BURRA!

Mas tinha bem presente que não poderia envolver-me com ele fisicamente senão estava lixada.

 

Disse-me que queria estar comigo no domingo e eu fui adiando.

Também muito ao jeito de o testar.

De testar a vontade dele. E estava tão boa a vontade dele.....:(

Finalmente decidimos que nos iriamos ver quarta-feira.

 

Acordei e mandei-lhe uma mensagem de bom dia.

Eram 18:00 e nada dele.

 

Pode acontecer....há dias em que o trabalho aperta e ele só me liga lá para as 20:00.

Não ligou, não atendeu no Whatsapp...telefone desligado.

 

Chamem-me louca, mas eu gravei o numero da ex-namorada no meu telemóvel.

Fui ao Whatsapp e vi que também ela (registo raro de acontecer, sim porque eu vou ver regularmente), também não estava online desde o dia anterior por volta da mesma hora.

 

Na minha cabeça o calculo foi simples: finalmente se encontraram.

Falei com uma amiga dele que por volta da 01:00 me enviou uma mensagem a tranquilizar-me que ele estava a beber um copo no bar como todos os dias faz.

Qual não é o meu espanto que também a ex-namorada depois de 1 dia offline volta a estar online.

 

Nao dormi praticamente a noite toda.

 

Acordo na quinta-feira e penso:

 

 

Já está tudo terminado mesmo,

por isso que se lixe,

vou ligar à ex-namorada dele!

 

 

 

Pedi a um amigo que é actor para ligar.

Inventar que era outro amigo dele e perguntar se ele estava com ela porque precisava falar com ele bla bla bla...

 

Assim foi, correu tudo bem e ele não estava com ela.

Espantou-nos o facto de ela não ter questionado porque raio estaria ele a perguntar tal coisa (supostamente não se vêm há muito tempo).

 

Mas alem do meu amigo me ter dito que pareceu mesmo verdade, a amiga dele com quem eu tinha andado a falar confirmou-me que ele não tinha estado com ela.

 

Problema: quando ela foi ver a fotografia do whatsapp do meu amigo percebeu que não era o amigo dele (pelo qual se fez passar).

É fácil perceber o que se passou depois daqui.

 

Ela deve ter perguntado porque raio alguém iria fazer-se passar por um amigo dele para saber onde ele andava.

Deve ter ficado cheia de ciumes e quem é que ele largou?

 

A mim claro.

(e ainda bem)

 

Pior...contou a historia toda a toda a gente e chama-me de louca varrida (num tom de gozo que me mata) aos quatro cantos.

 

Eu tinha a noção do que estava a fazer.

Tinha a noção que não podia voltar atrás se o fizesse.

Muito menos tinha intenção de o recuperar depois disto.

 

Só não achava que ele fosse fazer este escândalo todo e contar a toda a gente um assunto que deveria ser interesse dele não exibir...

 

Mas claro....aumenta-lhe o ego ter as mulheres a guerrearem por causa dele.

Aumenta-lhe o valor.

 

Quanto a mim,

 

foi a desculpa perfeita para me afastar deste ciclo vicioso\novela mexicana.

Afastei-me de tudo e todos....

Já é a terceira semana que não vou sair e nem apareço pelos sítios que eles frequentam.

 

 

Tenho de ter vergonha na cara,

respeito por mim

e

acima de tudo

conhecer sitios diferentes,

pessoas diferentes

e ganhar melhores hábitos!!!!

 

Começar a ter do meu lado pessoas que me façam crescer e não que tragam ao de cima a pior versão de mim.

Pessoas que sejam antes de tudo minhas amigas!

 

Começar a focar-me mais no Marketing menos nos homens.

 

 

E AGORA um pequeno excerto do que vai na minha cabeça neste momento...

 

Não permitas que uma pessoa destabilize a tua vida se ela não acrescenta nada em troca

 

É simples.

Só podes "permitir" (se é que é este o termo) errar quem já te fez feliz, caso contrário...é masoquismo, vontade de sofrer!

Por mais que eu não quisesse ver, ele já me tinha mostrado como era.

 

Vá la!

Ele no primeiro dia que me conheceu mostrou-me uma fotografia que a namorada lhe tinha acabado de enviar com um punho (supostamente o dela) em sangue de ter dado um murro na parede.

E ele mostrou-me a rir, a dizer que a ex-namorada era louca!

 

Aquilo foi pura exibição....mas eu nem me estava a aperceber, ou melhor...não estava sequer a raciocinar, apenas a receber informação.

Eu permaneci porque quis.

 

Substimei-o.

Não posso culpá-lo por uma decisão que foi minha - a de ficar.

Muito menos pedir-lhe que seja ele a partir.

 

Claro que não...ele está confortável!!!

 

Ele tem o melhor dos dois mundos.

Ele tem uma rede de salvação - que sou eu - e deixou-me bem claro isso quando não foi atrás de mim no momento em que descobri.

Ele mostrou-me que posição ocupava na vida dele e eu assinei por baixo.

 

Mas pior que tudo isto é eu saber que ele não ocupa o lugar que eu faço crer que ele ocupa.

O mais sádico de tudo é EU SABER que não é dele que gosto, mas da forma como ele (não)gosta de mim!

 

É eu saber que estou a gastar tempo e energia só para garantir que alguém se mantém apaixonado por tmim, como um dia esteve...

 

QUE MANÍACA SOU EU?

 

QUÃO IMPORTANTE É QUE AS PESSOAS GOSTEM DE MIM, QUE CHEGO AO PONTO DE ME MACHUCAR PARA GARANTIR ISSO?

 

QUÃO DEBILITADA ESTÁ A MINHA AUTOESTIMA?

 

 

 

São estas perguntas que vêm à minha cabeça neste momento.

E o pior é que todo este esforço e sofrimento cessará assim que tiver o que eu quero.

E mesmo que silenciado, e mesmo que não faça nada, mesmo que pareça adormecida e que segui em frente....NAH!

A  tara só termina quando me sentir saciada. Quando me sentir vingada.

 

Depois sigo...Fragilizada, com feridas abertas e expostas, com toda a gente a chamar-me de louca varrida, sem vergonha, sem limites.

 

Mas fazer o quê? Não consigo ser diferente.

Quando sou boa sou óptima mas quando sou má não tenho limites. 

Sou assim com tudo infelizmente.

Mas uma coisa é certa.

Quando voltar a acontecer algo similar na minha vida eu vou olhar e perceber que já ultrapassei algo assim e vai ser muito mais facil tomar decisões.

E isso é o meu maior alento para agora.

 

Beijinhos,

Podenga

1 comentário

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.