Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Podenga Portuguesa

Mulher dramática, pensativa, inquieta, feliz e infeliz. Que carrega o peso do mundo nas costas. Que é filha da mãe natureza. Acredita no amor, na empatia, na verdade, na hipótese.

A Podenga Portuguesa

Mulher dramática, pensativa, inquieta, feliz e infeliz. Que carrega o peso do mundo nas costas. Que é filha da mãe natureza. Acredita no amor, na empatia, na verdade, na hipótese.

Adoro o meu país (poema)

Adoro o meu país

Mas tenho os meus filhos a estudar fora

Dizem que a experiência é enriquecedora

E recomendável para o curriculum.

 

Adoro o meu país

Mas quando como fora vou ao sushi

Que essa comida não consigo fazer em casa

E agora que está na moda

Cai melhor nas fotografias.

 

Adoro o meu país

Mas não consumo musica portuguesa

E nem a comida que ponho na mesa

Vem da terra que me viu nascer.

 

Adoro o meu país

Mas não recebo vai para três meses

E como a maioria dos portugueses

Já ando a ver propostas no estrangeiro

Que eu preciso é de ganhar dinheiro

Por mais que goste de aqui viver.

 

Adoro o meu país

Simplesmente porque aqui nasci

Mas isso às vezes não é suficiente

E tal como muita gente

Tenho de ser inteligente

Vou ter de sair daqui.

 

By: Podenga

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.