Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Podenga Portuguesa

Mulher dramática, pensativa, inquieta, feliz e infeliz. Que carrega o peso do mundo nas costas. Que é filha da mãe natureza. Acredita no amor, na empatia, na verdade, na hipótese.

A Podenga Portuguesa

Mulher dramática, pensativa, inquieta, feliz e infeliz. Que carrega o peso do mundo nas costas. Que é filha da mãe natureza. Acredita no amor, na empatia, na verdade, na hipótese.

Abre os olhos

Abre os olhos

Sei que são inglórios

Os investimentos em alguém

Que não olha a quem

Esteja do lado de lá

 

Abre os olhos

E enxerga

Que aquilo que não verga

Rapidamente irá partir

 

Abre os olhos

Menina sonhadora

Aquilo que ele foi outrora

Não vai ser novamente

 

Abre os olhos

Não fiques admirada

Que a decisão que foi tomada "de repente"

Só o foi na tua mente

Porque na dele

Foi planeada.

 

By: Podenga

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.