Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Podenga Portuguesa

Mulher dramática, pensativa, inquieta, feliz e infeliz. Que carrega o peso do mundo nas costas. Que é filha da mãe natureza. Acredita no amor, na empatia, na verdade, na hipótese.

A Podenga Portuguesa

Mulher dramática, pensativa, inquieta, feliz e infeliz. Que carrega o peso do mundo nas costas. Que é filha da mãe natureza. Acredita no amor, na empatia, na verdade, na hipótese.

Não me beijes (poema)

Não me beijes Nem nunca mais me toques Sem antes te certificares Que o meu corpo é suficiente.   Não me beijes Nem nunca mais me fales Sem antes te certificares Que teremos assunto mesmo (...)

Dinheiro (poema)

Por dinheiro vencemos Por dinheiro cedemos Contra pompa e circunstancia Ridicularizamos Quem for preciso.   Com dinheiro somos Com dinheiro compramos Qualquer ética e moral O amor passa a (...)

Mentalidades (poema)

Suspiro, inspiro, expiro O tempo passa E a desgraça ameaça Chegar para ficar   Há tempos em que não tenho discernimento Nem para combater a minha consciência Que se instala e me atormenta (...)