Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Podenga Portuguesa

Mulher dramática, pensativa, inquieta, feliz e infeliz. Que carrega o peso do mundo nas costas. Que é filha da mãe natureza. Acredita no amor, na empatia, na verdade, na hipótese.

A Podenga Portuguesa

21
Mar17

Tenho pena de ti amor

Tenho pena de ti amor

Que não sabes o sabor da dor

Que o anseio de amar provoca

Pouco importa

Eu sei

Já errei

Mesmo antes de tentar

Não te posso comparar

Com um comum mortal

És imoral

Não sabes julgar

As acções

Com base nas emoções

Que não conheces...

 

Tenho pena de ti amor

Que não sabes que no fundo do túnel

Há luz

Pus

Tudo o que tinha no cesto

E deixei à tua porta

Caminhei pela rua torta

Na esperança de te encontrar

Não te vi

E ao procurar-te caí

Rompi a minha bota

 

Tenho pena de ti amor

Que desistes por cansaço

De quem não larga um pedaço

Do seu coração

Em vão

Sem rótulos ou orçamentos

Tais foram os tempos

Em que te entregavas de bandeja...

Que seja

Como queres

Mas não esperes 

Que ela esteja

Disposta a pagar

 

Tenho pena de ti amor

Sobretudo pelo valor

Que atribuis às pessoas

Que por ti fazem tudo

Veludo

Daquele que não queres vestir

Ou usar

Com medo de ficar

Preso

 

By: Podenga