Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Podenga Portuguesa

Mulher dramática, pensativa, inquieta, feliz e infeliz. Que carrega o peso do mundo nas costas. Que é filha da mãe natureza. Acredita no amor, na empatia, na verdade, na hipótese.

A Podenga Portuguesa

30
Out17

Não me beijes (poema)

Não me beijes

Nem nunca mais me toques

Sem antes te certificares

Que o meu corpo não é suficiente.

 

Não me beijes

Nem nunca mais me fales

Sem antes te certificares

Que teremos assunto mesmo em silêncio.

 

Não me beijes

Nem nunca mais me olhes

Sem antes te certificares

Que aquilo que vês é o bastante para te cegar.

 

Não me beijes

Nem nunca mais me ames

Sem antes te certificares

Que só me amas a mim.

 

Podenga