Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Podenga Portuguesa

Mulher dramática, pensativa, inquieta, feliz e infeliz. Que carrega o peso do mundo nas costas. Que é filha da mãe natureza. Acredita no amor, na empatia, na verdade, na hipótese.

A Podenga Portuguesa

17
Mai17

Ele tem namorada e agora?

E agora é que como ontem, amanhã e sempre, quem decide és TU!

 

"Mas porque é que ele tendo namorada veio falar comigo?"

Caríssima, varias possibilidades...

  • precisava encher o ego dele
  • não tinha mais ninguém para falar
  • tu foste uma excelente surpresa e ele empolgou-se
  • és tão interessante que ele esqueceu-se que tinha namorada
  • ele já não gosta dela e está a tentar arranjar substituta
  • ele é um traidor nato
  • ...

 

Bom, mas o que ELE importa na realidade?

Nada. O que importa é como te sentes com isso.

 

Há 2 temas que queria colocar aqui que acho importante reflectir sobre eles:

 

1. Se ele faz isso a ela, fará diferente comigo?

É sempre a primeira pergunta que passa na nossa cabeça, mas também não se pode logo sepultar o rapaz sem antes perceber quais as intenções dele. 

2. Não construas felicidade em cima do sofrimento dos outros

Eu sei que parece muito polite esta frase, mas eu não sinto que seja um começo saudável servir de "coveira" de um relacionamento.

Dá espaço para ele demonstrar o que ele quer de ti, fala com ele sobre o que te deixa desconfortável e acima de tudo: Nunca faças nada que não gostasses que te fizessem.

Se vires que ele só quer dar mesmo um "pulo" fora do namoro fica ao teu critério o que a tua consciência diz, no fundo não deves nada a ninguém, mas és sempre responsável por aquilo que cativas.

 

Posto isto, é sempre bom manter o respeito pela condição dos outros.

Se eu fosse a namorada dele, gostaria que a outra mulher pusesse a mão na consciência (já que ele não o fez) e não cedesse, porque acho que devemos desprezar comportamentos destes.

Porque na realidade sabemos que podemos vir a magoar outra pessoa, sendo "amante" do namorado dela, mesmo que seja apenas uma noite.

Então aquela conversa de "sou solteira, não devo nada, ele é que tem de se preocupar" é meio verdade, porque devemos sempre respeitar o próximo e ao saber que ele tem namorada já sabemos mais do que a própria rapariga que provavelmente nem sabe onde ele está, por isso não acho justo.

 

Sei que muitas vezes é difícil resistir, a carência não ajuda, a cabeça arranja qualquer desculpa para camuflar o que está errado, mas o que é certo é que merecemos mais do que alguém que nos faz ficar numa situação constrangedora, que nos coloca numa posição comprometedora por culpa dos seus próprios impulsos e nos arrasta para o "pecado".

 

Escolhe (para mim falo) alguém que seja verdadeiro contigo e com ele próprio, que te faça evoluir e ser uma melhor pessoa, que cuide de ti (só a ti) que te priorize e acima de tudo que te proteja!

 

Alguém assim, NÃO vai conquistar-te tendo uma namorada, porque vai estar ocupado a fazer isso com ela